Rock Students

3 Super dicas para as provas de inglês do vestibular

Equipe Pedagógica Rockfeller | 25/05/2021 | 3 min de leitura | Voltar

Se você está na reta final para os Vestibulares deste primeiro semestre, confira 3 super dicas para as provas de inglês do vestibular. Muita gente tem passado noites e noites estudando, simulando todas as questões possíveis com seus professores do cursinho. Para vocês, este post vai ser essencial para garantir uma boa nota na prova de Inglês. E, claro, entrar para sua tão sonhada universidade!

Mas você pode estar se questionando se isso seria realmente importante. Afinal, você já estuda inglês há vários anos, então não precisa se preocupar com a prova de língua estrangeira, certo?

Depende, e muito!

Vestibulares demandam estratégia

Os cursos de idiomas te darão uma excelente base e bastante confiança para o vestibular. Porém, se você já está em um nível mais avançado ou já é fluente em inglês, os padrões estruturais da língua que são relacionados à leitura e interpretação de textos presentes neste tipo de prova, podem ser uma vaga lembrança para você. Por isso, é muito importante focar mais no tipo de questão que você irá enfrentar, do que na fluência do idioma. É exatamente por isso que nos cursinhos pré-vestibulares, os professores ensinam vários macetes sobre o tipo de prova e questão que cada vestibular ou universidade mais usa. Portanto, independentemente de você possuir um ótimo conhecimento do idioma ou não, a gente preparou dicas valiosas para você garantir um score perfeito em qualquer vestibular.

1. Leia sobre assuntos que não lhe são muito familiares

A prática da leitura é proporcionalmente eficiente para uma boa escrita (dica extra para sua prova de redação). Ler textos em inglês amplia o seu vocabulário e faz você praticar a compreensão de textos autênticos. Ou seja, aqueles escritos por nativos do idioma.

E como o objetivo da seleção das universidades brasileiras é testar sua compreensão de textos escritos em língua estrangeira, faz muito sentido que você adentre este universo durante sua preparação. Além disso, você não vai conseguir adivinhar quais temas os autores das provas irão escolher. Desta forma, quanto mais variar a sua leitura, maior será a abrangência de sua prática.

Veja abaixo uma questão da FUVEST 2021, típica da maioria dos vestibulares brasileiros:

Enquanto a questão 57 testa o conhecimento do vocabulário do candidato, as questões 56 e 58 têm um cunho mais interpretativo, pois a tradução de suas opções de resposta não constará no texto. Será preciso entender primeiro o artigo para ter certeza da opção correta.

(Gabarito: 56 – C, 57 – E, 58 – A).

2. Revise as estruturas gramaticais básicas do Inglês

E quando dizemos básicas, não é só o verbo TO BE ou o SIMPLE PAST, mas sim, toda a base gramatical da língua, com ênfase nos tempos verbais e preposições. 

Veja a questão abaixo do vestibular do ITA de 2015:

Esta questão testa o conhecimento do candidato quanto ao Discurso Direto e Indireto em Inglês, e como a estrutura do PAST PERFECT se faz presente. É preciso pelo menos entender qual é o auxiliar utilizado neste tempo verbal e qual a sua relação com o discurso indireto. Caso contrário, é bem provável que haja confusão no uso do auxiliar HAD como verbo principal. 

Portanto, se você estava bem tranquilo porque já revisou alguns conteúdos gramaticais da língua inglesa, volte e confira se os tempos verbais menos conhecidos também estão inseridos nela. 

(Gabarito: questão 6 – A)

3. Conheça bem os formatos de questões das provas que você irá fazer

A gente já havia comentado sobre este detalhe lá na introdução deste post. Mas ela é tão importante que decidimos voltar com esse assunto aqui, e melhor ainda, perguntamos ao Vinicius Dalagnol, professor de inglês do ensino médio e pré-vestibular, por que os candidatos devem dominar o formato das provas que irão enfrentar.

“É claro que a fluência e o domínio da língua ajudam muito no vestibular, mas não é o único fator de sucesso. Inclusive, minhas aulas são focadas em mostrar para aqueles alunos que não têm esse domínio do idioma, e que não vão conseguir atingi-lo à tempo para a prova, que eles têm condições plenas de responder uma questão de vestibular, analisando certos padrões, certas estruturas da língua em si. Até porque estes testes de língua estrangeira não se baseiam somente em tradução para se chegar até a resposta certa. É necessária atenção às subjetividades de cada prova,  como interpretação de texto e conhecimento de estruturas gramaticais, além de possíveis alternativas onde a resposta é a correta simplesmente por ser a ‘menos errada’, como acontece muito no ENEM” afirma o professor Vinícius. 

Gostou dessas 3 super dicas para as provas de inglês do vestibular?  Então para concluir, compartilhe este post da Rockefeller com seus amigos e colegas pré-vestibulandos, e boa prova! 


Escrito por:

Equipe Pedagógica Rockfeller

Você também pode se interessar


Deixe Seu comentário

Política de comentários: Adoramos os comentários e agradecemos o tempo que os leitores gastam para compartilhar ideias e dar feedback. No entanto, todos os comentários são moderados manualmente e aqueles considerados spam ou exclusivamente promocionais serão excluídos!

Conheça nossos cursos